Funil de Meta do Google Analytics: aprenda a configurar e acompanhar

O G.A (Google Analytics) é uma ferramenta completa e bastante robusta. Praticamente 100% dos profissionais que trabalham com marketing digital ou gerenciam algum projeto web a utilizam. E hoje vamos falar de uma das funcionalidades mais importantes para quem, de qualquer forma que seja, converte pela internet: Funil de Meta.

 

Para quem não sabe o que são metas dentro do G.A, elas correspondem a objetivos que o seu site (seja um e-commerce, institucional, hotsite, landing page, etc.) precisa cumprir. Algumas metas que costumam ser utilizadas:

  • Cadastro em Newsletter;
  • Download de E-book;
  • Envio de Lead;
  • Inscrição em webinar;
  • Assistir Vídeo;
  • Compra Efetuada.

E por aí vai…

 

Seu site pode ter uma ou mais metas e é extremamente importante acompanhar como os usuários estão se comportando durante a conclusão desses objetivos. Só assim você saberá quais medidas tomar, por exemplo: aumentar o tamanho do botão, incluir alguma informação importante que possa estar ausente, alterar o fluxo do site, etc.

 

Esse acompanhamento é realizado através do Funil de Meta, que nada mais é do que a representação das ações que o usuário precisa executar para, por exemplo, realizar uma compra ou fazer o download de um e-book.

 

Essa opção está dentro do bloco “Conversões”, conforme a imagem abaixo. Dentro desse mesmo bloco, temos os seguintes submenus:

  • Metas (onde fica o Funil de Meta);
  • Comércio Eletrônico (um dos menus mais importantes do G.A);
  • Funis multicanal;
  • Atribuição.

Criando suas metas

Agora que você já sabe o que é uma meta e para que ela serve, antes de prosseguirmos, primeiro vamos aprender como criá-las dentro do G.A para então poder acompanhar. Para ilustrar, utilizaremos o caso de uma loja virtual:

Passo 1

No menu lateral, clique na opção “Administrador”;

Passo 2

Na tela que abrir, clique na opção “Metas”, localizada na terceira coluna:

Passo 3

Agora clique no botão “+ NOVA META”;

Passo 4

Configuração de Meta: Como estamos utilizando de exemplo uma meta para loja virtual, nas opções de configurações de meta que abrirem, vamos escolher “Fazer um pedido”, mas você pode escolher outras que forem relacionadas com a meta que irá criar, como Cadastro (para eventos, por exemplo), Inscrição de Boletim Informativo (Newsletter), dentre outros disponíveis. Caso nenhum atenda, você pode escolher “Personalizado”;

Passo 5

Descrição da Meta: Dê um nome para sua meta e escolha qual será o tipo de acontecimento que sinalizará a conclusão do objetivo. No caso de loja virtual, será a visita a página de pedido concluído. Por isso escolhi opção “Destino”;

Passo 6

Detalhes da Meta: Aqui fazemos a mágica acontecer. Para isso basta inserir a URL relativa, que nada mais é do que o caminho da página, excluindo o endereço do site. No exemplo abaixo, a URL relativa é o que está em negrito:

http://www.seusite.com.br/checkout/pedido-concluido 

 

Em seguida, configure o valor da meta (opcional). No caso da loja virtual não vamos configurar, pois cada produto tem um valor e não podemos deixar fixo. Se for o seu caso também, basta ignorar.

 

Agora habilite a opção “Funil”, conforme o print:

 

 

Em seguida, você precisará adicionar todo o caminho necessário para conclusão da meta, de forma parecida com a tabela abaixo (cada site tem sua estrutura e seu fluxo, o exemplo é apenas para facilitar o entendimento):

 

 

No caso acima entende-se que o funil começa no carrinho, mas recomendo que você configure desde a página de produto. Para isso você precisará, provavelmente, trabalhar com expressão regular. Mas como o exemplo é para ser prático e rápido, vamos com o funil mais básico e que já vai te ajudar muito.

 

Após configurar as páginas, basta salvar e deixar o Google Analytics fazer a mágica. Depois de alguns dias você já terá dados suficientes para começar a analisar com os relatórios abaixo, em especial, o Funil de Meta.

 

A seguir, passarei um resumo geral de todas as opções dentro do bloco “Conversões”, para então focarmos na criação e acompanhamento do funil.

“Conversões > Metas > Visão geral”

Aqui temos acesso a um resumo de todas as metas criadas em nosso site. Lá você poderá acompanhar o número de conclusões, taxa de conversão, taxa de abandono, valores das metas, além de outras informações genéricas.

“Conversões > Metas > URLs de meta”

Nessa seção podemos acompanhar, basicamente, duas informações relacionadas às URLs de conclusão das metas: quantidade de conclusões e o valor da meta. Podemos acompanhar os números consolidados de todas elas ou de cada meta separadamente.

“Conversões > Metas > Caminho Reverso”

É um relatório interessante que mostra o caminho percorrido por todos os visitantes que concluíram as metas. Supondo que uma de suas metas seja cadastro na newsletter, através desse relatório dá para identificar padrões de comportamento que os usuários costumam ter antes de colocar o e-mail no campo de newsletter. Com isso você pode otimizar o fluxo do site para que cada vez mais usuários percorram aquele caminho, por exemplo.

“Conversões > Metas > Fluxo de meta”

Esse relatório é muito importante, pois exibe de forma simples e direta o fluxo dos usuários dentro das metas, podendo filtrar por usuários provenientes do Facebook, do Google / CPC, por localidade, etc. Abaixo um exemplo de fluxo de meta de um e-commerce:

 

Repare que muitos usuários estão vindo dos anúncios, adicionando o produto ao carrinho e voltando para a página de produto. A partir de um dado como esse podemos entender que existe algum problema ou necessidade que está levando os visitantes a adotarem esse comportamento.

 

No caso do exemplo abaixo, poderia ser a falta do cálculo de frete na página de produto, por exemplo. Isso faria o usuário adicionar o produto e calcular o valor do frete no carrinho para então retornar ao produto e terminar de tomar a decisão de compra. Poderíamos então inserir o cálculo de frete e ver se o padrão muda.

 

Dica: Um programa Otimização de Conversão (CRO) pode ajudar muito nesse tipo de problema, identificando oportunidades de melhoria, mapeando fricções e criar hipóteses para rodar via Teste AB para entender o que funciona melhor. Se você tem interesse, fale com um especialista.

Funil de Meta

Por fim, o funil de metas. Nesse relatório, que é o assunto principal do artigo, podemos acompanhar a performance de cada etapa necessária para a conclusão da meta (que criamos agora há pouco, lembra?).

 

Para facilitar o entendimento, continuaremos com o exemplo de uma loja virtual. Abaixo um gráfico mostrando o funil:

 

 

Embora o print só mostre até ‘’identificação’’, ele vai até a última etapa da meta. O importante é reparar nas informações preciosas que a ferramenta nos fornece. Podemos ver quantas pessoas entram, abandonam e, principalmente, prosseguem para as próximas etapas, até concluir.

 

A partir desse tipo de gráfico, identificamos qual ou quais fases do funil estão apresentando problema para poder atuar em cima de todas elas. Alguns exemplos superficiais de análise:

 

  • Se muitas pessoas estão abandonando no seu carrinho, pode ser sinal que o frete está caro, por exemplo;
  • Se elas estão abandonando no cadastro, talvez seja necessário reduzir o número de campos;
  • Se o abandono grande fica na página de pagamento, talvez você não esteja transmitindo segurança suficiente, ou não esteja oferecendo o parcelamento ideal ou até mesmo não disponibilize alguma forma de pagamento que os usuários costumam utilizar.

Esse relatório nos mostra onde está o problema. A partir disso, você precisa investigar, seja com ferramentas para analisar comportamento do usuário, pesquisas qualitativas e quantitativas ou qualquer outra forma eficaz de conseguir retorno dos seus visitantes.

 

Se você tiver dúvidas em como criar ou interpretar os dados do seu funil, deixe o seu comentário logo abaixo que teremos o prazer de te ajudar!

 

felipe.gomes
2017-07-17T18:05:27+00:00 By |Conversão|