Como montar uma estratégia de vendas para Facebook

As redes sociais há muito tempo deixaram de ser apenas um passatempo. Hoje elas fazem parte do dia a dia de por exemplo mais de 62 milhões de brasileiros que acessam o Facebook. Existe um público-alvo consumidor em potencial e a plataforma do Facebook permite realizar um número enorme de segmentações para impactar esses consumidores, mas é necessário entender algumas particularidades do Facebook.

 

Funcionamento do Facebook

Diferente do Google Adwords, o Facebook atinge o público consumidor em um momento diferente no funil de vendas. Se considerarmos nossa jornada de compras, diríamos que o impacto de nossas campanhas no Facebook estarão sempre nas primeiras etapas no funil.

 

O público do Facebook, em sua maioria, não está em um momento de tomada de decisão, portanto, consideramos que o cliente ainda está na etapa de descoberta. Já quando falamos de AdWords ou Google Shopping, o cliente muitas vezes já possui a intenção de compra, considerando as opções ou no momento final de decisão.

 

Para estruturar uma boa campanha no Facebook, você precisa primeiro identificar qual o público consumidor do seu produto. Usaremos como exemplo um e-commerce que vende “Alianças para Casamento”.

 

Dentro do Facebook, posso criar uma campanha específica que mostrará uma linha nova de alianças em ouro branco, por exemplo, e defino que esse anúncio aparecerá apenas para pessoas em SÃO PAULO que estejam NOIVAS ou que tenham NOIVADO nos últimos meses.

 

Entenda que esse público é consumidor em potencial, mas não está nesse momento procurando pelo produto, mas, uma vez que entreguei a ele um anúncio, posso capturar o seu e-mail através de um link que leve esse consumidor a uma página de cadastro para receber 10% de desconto na sua primeira compra.

 

Alimentei a primeira etapa do funil, “ATENÇÃO”, trazendo para a minha base de e-mail o público exato que em algum momento poderá consumir os meus produtos.

 

Tipos de campanhas

Uma vez entendido que suas campanhas no Facebook precisam focar muito mais nas primeiras etapas do funil de vendas do que de fato AÇÃO, listarei abaixo algumas formas de entregar seus anúncio ao público certo:

 

Audiências Customizadas

A primeira delas são as audiências customizadas. O Facebook permite que você faça upload de uma lista de e-mails (clientes, leads, cadastros em geral) e, a partir desses cadastros, ele encontrará as contas do Facebook vinculadas a essas informações e então entregará os seus anúncios apenas para esse público.

 

Lookalike

Uma vez que você fez upload de sua lista de clientes, leads e prospects para criar um audiência customizada, você poderá aumentar o seu alcance através do Lookalike, que analisa sua base de usuários e encontra semelhanças entre os amigos desse público que tenham interesse nas mesmas coisas.

 

O Facebook entende que na própria lista de amigos existem outros contatos que podem ser impactados pelos seus anúncios, por terem comportamentos parecidos dentro da plataforma.

 

Interesses

Tudo que é feito na plataforma do Facebook é registrado e, através desses registros, o Facebook consegue identificar exatamente quais os interesses de cada usuário e quais são as suas características pessoais (localização, status de relacionamento, idade, filhos, idade dos filhos, etc).

 

A partir dessa base de interesses você poderá definir as suas segmentações.

 

O Facebook é um mar de dados e oportunidades comerciais. Uma vez entendendo que você, na maioria das vezes, terá que percorrer com o cliente por todo o funil de vendas, sem dúvida você terá um resultado satisfatório através de anúncios no Facebook.

 

Além das campanhas e anúncios pagos, é necessário que haja a publicação de conteúdos diários para alcance orgânico e listarei abaixo alguns dos pontos importantes para construir um planejamento de publicação de conteúdo que tenha bom alcance e engajamento.

 

Horários de postagens

Saber qual é o melhor horário para fazer uma postagem pode não ser tão simples quanto parece. Tudo dependerá do público engajado e também do tipo de conteúdo publicado.

 

Faça disparos em momentos diferentes e depois veja quais foram os horários que o engajamento foi maior. Lembre-se sempre de que o tipo de conteúdo pode impactar no engajamento.

 

Por exemplo um post de conteúdo resolvendo um problema do cliente pode ter melhores chances durante o horário de trabalho. Já um post engraçado, sem conteúdo relevante para as dores do cliente, provavelmente será melhor na parte do almoço ou final do dia.

 

Vídeos e imagens

Redes sociais são basicamente visuais e grandes textos não geram engajamentos.

 

Imagens é uma excelente forma de conseguir prender a atenção do usuário:

  • 93% a mais de engajamento;- 53% mais curtidas em média;
  • 104% a mais de comentários.

Os vídeos também não ficam atrás e apresentam resultados importantes. Mas aqui vão algumas dicas para te ajudar:

  • Opte por vídeos curtos. Aqueles com até 21 segundos tem mais engajamento;
  • Faça o upload diretamente no Facebook.

O que não fazer

 

O Facebook tem algumas regras para exibição desses conteúdos na “linha do tempo” de seus usuários e penaliza algumas páginas que fogem essas regras. Seguem abaixo algumas das práticas que podem diminuir o alcance orgânico de suas publicações:

 

Ferramentas de agendamento de post

O Facebook penaliza páginas que estejam no piloto automático, por mais que você tenha planejado uma automação para as suas publicações, utilizando conteúdos produzidos e publicando eles de forma automática através de ferramentas, talvez você esteja perdendo cada vez mais o seu alcance orgânico.

 

Sua página precisa de publicações que tornem a interação pessoal, publicando conteúdos diretamente e utilizando fotos reais e publicações menos produzidas.

 

Só falar de produto e de venda

O engajamento dos usuários é por interesse e a melhor forma de engajamento é entregar para o seu público alvo conteúdos relacionados ao seu “lifestyle”.

 

Esse deve ser o tipo de conteúdo mais publicado em sua página. Caso contrário, você terá muitos “unlikes” e isso fará com que o alcance orgânico de suas publicações diminuam cada vez mais.

 

Conteúdo de má qualidade

Não adianta buscar engajamento a qualquer preço. Postagens idênticas publicadas repetidas vezes, títulos que enganem o usuário sobre o real conteúdo que está sendo entregue, comprar likes, enfim, existem muitas práticas desesperadas que podem estar mais atrapalhando do que ajudando. O Facebook possui um código de conduta que deve fazer parte do dia a dia do administrador da página.

Não interagir com os seus seguidores

Independente do teor dos comentários de seus seguidores, você precisa interagir e responder a todos. O Facebook virou um grande SAC centralizador de todos os problemas de seus cliente e você precisa estar presente diariamente nesse canal.

 

Deixar os consumidores sem resposta fará com que o seu alcance diminua pela falta de interação com seus seguidores e, mais do que isso, deixará dúvidas sobre a qualidade do seu atendimento. O Facebook é uma ferramenta de grande alcance e pode entregar resultados poderosos para o seu negócio.

 

Basta fazer um planejamento de conteúdo para alcance orgânico que o posicione para o seu público alvo e também um planejamento de anúncios e campanhas pagas, para que alcancem os objetivos financeiros e resultados de captação de clientes e vendas.

 

Felipe Macedo
2018-07-05T00:55:07+00:00 By |Aquisição de Tráfego|