Home Fidelização 5 métricas de e-mail marketing para ficar de olho

5 métricas de e-mail marketing para ficar de olho

56
0
metricas-email.png

Você já deve estar cansado de ouvir falar que o e-mail marketing é uma estratégia de marketing digital ultrapassada, não é mesmo?

 

É bem verdade que, para muita empresas, o e-mail marketing realmente não funciona, mas existem razões que justificam essa ineficiência.

 

Uma das razões é falta de adaptação ao novo modelo de consumo. Afinal, muitas empresas ainda não abriram mão do envio de e-mails de forma invasiva e claro, não aderiram a segmentação.

 

Ou seja, é preciso segmentar a sua base de contatos. A mesma seleção de produtos e a mesma produção de conteúdo não vai ser interessante para todos os seus contatos, por isso a segmentação se faz necessária.

 

Além disso, muitas pessoas que disseminam o discurso de que o e-mail marketing trata-se de uma estratégia ultrapassada, já comprou uma lista de contatos. É um dos erros mais determinantes para quem trabalha com e-mail marketing.

 

Ao comprar uma lista de contatos, você perde dinheiro e tempo com a preparação e o envio dos e-mails. Dessa maneira você envia conteúdo para pessoas que não têm o mínimo interesse nas informações enviadas.

 

E além de perder tempo e dinheiro, você acaba assumindo uma postura inconveniente e invasiva, manchando o nome da sua empresa.

 

Por fim, outro erro bastante comum é a falta de uma estratégia e a definição de métricas. É preciso entender que não adianta enviar ofertas e conteúdos aleatórios.

 

Procure entender quem são, de fato, as pessoas que formam a sua base de contatos e, em seguida, faça a segmentação. O próximo passo será o planejamento do conteúdo e das promoções enviadas.

 

Ao enviar o conteúdo relevante para as pessoas que realmente têm interesse no que está sendo ofertado, você alcança bons resultados naturalmente.

 

Depois disso, é preciso fazer a análise constante dos resultados. Somente desta maneira é possível descobrir o que está gerando bons resultados e o que não está indo tão bem. Existem diversas ferramentas para quem trabalha com e-mail marketing e todas disponibilizam métricas.

 

Conheça 5 ferramentas fundamentais para quem trabalha com e-mail marketing

 

Mas, afinal de contas, quais métricas é preciso acompanhar?

 

Neste post, apresentaremos 5 métricas que você não pode deixar de analisar. Confira!

1. Taxa de crescimento da base

A taxa de crescimento da sua base refere-se ao número de novos contatos adquiridos em relação ao resultado da sua lista. Por exemplo, se em julho deste ano você somava 5.000 leads e, em agosto você tinha 6.000 leads, isso significa que o seu crescimento foi de 10%.

 

Essa métrica é extremamente importante para sustentar a sua estratégia de e-mail. Caso essa taxa seja baixa ou negativa, é um sinal de que é preciso investir mais em iscas para atrair novos contatos para a sua base.

2. Taxa de abertura

Esta métrica diz respeito à quantidade de e-mails que foram abertos em relação ao número de e-mails enviados no total.

 

No entanto, não trata-se de uma das métricas mais exatas. Isso acontece porque as ferramentas de e-mail consideram que uma mensagem foi aberta se a pessoa que a recebeu simplesmente autorizar a exibição de imagens.

 

Mas, ainda sim, é uma métrica que não pode ser deixada de lado. É pertinente para avaliar um teste A/B ou mesmo descobrir qual é o horário de melhor envio dos seus e-mails.

 

Referência de taxa de abertura: 20% ou mais.

3. Taxa de cliques e CTR

Nesse caso, estamos falando do número de cliques em relação ao número de e-mails enviados. No entanto, o ideal é que essa métrica não seja analisada sozinha. É óbvio que uma mensagem que obteve um baixo índice de abertura, terá também um baixo índice de cliques.

 

O indicado é relacionar taxa de abertura e a taxa de cliques para obter o CTR (click-through rate). O CTR é o número de cliques em relação a taxa de abertura. Depois de obter o CTR, é possível identificar o real problema da mensagem.

 

Ele consiste no conteúdo? Na seleção de produtos? No horá de envio? Enfim, são perguntas que podem ser facilmente respondidas depois de obter o CTR e fazer a análise do mesmo.

 

Referência de taxa de cliques: 3% ou mais.  

4. Taxa de conversão

A taxa de conversão releva dados a respeito dos objetivos finais dos disparos. Ou seja, se a finalidade do envio era fazer a venda de um produto, ou que o usuário realizasse o download de um e-book, é através da análise da taxa de conversão que é possível concluir se os objetivos dos disparos estão sendo alcançados.

 

Nesse caso, é preciso que o usuário abra seu e-mail, clique no CTA e, depois de passar pela Landing Page, ele atende as expectativas do disparo, seja a venda de um produto ou o download de um ebook.

 

No entanto, é preciso avaliar a taxa de conversão com outras ferramentas, como o Google Analytics, por exemplo. Dessa maneira, é possível descobrir o que gera uma alta taxa de conversão e o quanto disso vem dos disparos de e-mails.

 

Referência de taxa de conversão: 1,3% ou mais.

5. Taxa de rejeição

Essa métrica monitora o número de e-mails que não chegaram aos destinatários. Esses desvios podem ser classificados de duas maneiras:

Soft

Trata-se de problemas mais técnicos, como uma caixa de e-mail lotada, por exemplo. Logo após a solução, a entrega é feita.

Hard

Este erro aponta que alguma conta foi desativada ou que houve erro de digitação do endereço de e-mail no momento do cadastro.

 

Nesse caso, o ideal é fazer uma limpeza na sua lista de contatos e evitar que a sua marca seja taxada como uma empresa de spam pelos ISPs (Internet Service Providers).

Conclusão

É preciso entender que o planejamento é a base, mas pode ser alterado conforme os resultados vão sendo mensurados.

 

Mas só é possível saber se as estratégias estão dando certo ou não se as métricas são monitoradas frequentemente. Somente dessa maneira é possível fazer comparações e concluir se as estratégias estão gerando os resultados de acordo com os objetivos.

 

E você? Incluiria mais alguma métrica nessa lista? Conta pra gente aí nos comentários!